Por que Deus revelou a Sua graça aos homens? Porque desejava que a vida
humana experimentasse o perdão, a salvação, a regeneração, o arrependimento e até mesmo o
Seu eterno amor. Sem a revelação da graça, jamais, a humanidade seria alcançada, como
consequência de sua morte advinda do pecado. A graça foi o caminho que Deus encontrou para
chegar à humanidade e conceder para ela o privilégio da vida eterna.
Entre nós, podemos ver e ser pessoas benignas, graciosas, misericordiosas,
bondosas com outras pessoas. Esse ato gracioso por nós praticado fará uma diferença na vida
de quem abençoamos. Mas a graça divina sobressai à graça humana. A graça divina excede o
nosso entendimento. Quando falamos da graça, podemos aprofundá-la no entendimento de
que: a graça divina não é o equivalente à misericórdia, à longanimidade, à bondade.
A expressão da graça está relacionada à pessoa de Deus. É inerente ao Seu
caráter. É ação divina sobre a vida humana. É a soberana intervenção do Pai sobre os negócios
daqueles que o temem. Deus sempre fez intervenção na vida dos seus. Jeremias disse: “O
povo de Israel que escapou da espada, encontrou favor no deserto, quando buscava descanso”.
Ninguém pode fazer um favor para com Deus. Mas, Deus pela Sua graça faz favores, mesmo
que não o mereçamos.
A graça de Deus traz em seu âmago a misericórdia, a causa por não sermos
consumidos, bem como, concede ao crente o poder divino que o equipa para viver uma vida
moral, espiritual e positiva. Quando lemos: “Assim como recebestes Cristo Jesus, o Senhor,
também andai nele”; andar com Cristo é fruto da misericórdia do favor divino e da Sua
intervenção sobre aqueles que desejam Nele andar. Em tudo isso, está a graça de Deus.
Quando Jesus disse que: “veio buscar e salvar o que se havia perdido”, deixou
muito claro e proeminente a idéia da graça. Um favor que, possivelmente, ninguém faz pra
ninguém e principalmente por alguém fraco, pecador e inimigo. Mas Deus fez. Isso é graça! E
Ele diz: “porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus”.
De Seu Pastor e Amigo
Washington Luiz da Silva

Share