Eu creio que podemos evangelizar e discipular o Brasil nesta geração. Alcançar cada pessoa em todos os contextos sociais e em todos os lugares, pequenas e grandes cidades, condomínios residenciais, comunidades ribeirinhas, tribos indígenas, presídios, cracolândias, sertões, e mais os estrangeiros que estão chegando no Brasil. É a grande oportunidade para nós evangélicos.

A igreja local precisa praticar os princípios da Palavra de Deus. Cada crente precisa cumprir sua missão de fazer discípulos, vivendo em santidade e cheios do Espírito Santo. Os crentes devem se multiplicar em novos discípulos e também novas
igrejas precisam ser iniciadas em vários lugares do nosso país.

É preciso colocar foco naquilo que interessa ao Senhor Jesus. Ele nos confiou à missão e voltará logo, para buscar a Sua igreja. Por isso, o inimigo trabalha para que a igreja se desvie da sua missão e não avance na proclamação do Evangelho, que
transforma e restaura vidas. O inimigo sabe que o Evangelho é o poder de Deus.

Saibam que nossa missão é fazer discípulos que glorifiquem o Senhor Jesus. A estratégia dos Pequenos Grupos Multiplicadores é fundamentada em princípios bíblicos e cria a oportunidade para cada crente abrir o seu lar para evangelizar e discipular as pessoas do seu relacionamento, parentes, amigos e vizinhos. Se cada lar cristão se tornar em um PGM, conseguiremos alcançar todo o nosso país com o Evangelho ainda nesta geração.

Impactaremos a história desta nação e testemunharemos um grande avivamento. A proclamação do Evangelho é simples e qualquer irmão ou irmã pode iniciar um PGM
em sua residência com o treinamento que receberá em sua igreja. Basta disposição e
compromisso de fidelidade com o Senhor Jesus Cristo.

Às vezes achamos muitas desculpas para não nos envolvermos nesta obra e estamos mais comprometidos com os nossos interesses e vaidades do que com os interesses do Reino. Mas é importante lembrar que “Ele morreu por todos, para que os que vivem, não vivam mais para si mas para Aquele que por eles morreu e ressuscitou” (II Co 5.15).

(Texto extraído com pequenas modificações)
Pr. Fernando Brandão
Diretor da Junta de Missões Nacionais da CBB

Share