O culto doméstico é um assunto vencido pelo tempo muito escasso dos membros da família, vencido pelo desinteresse, vencido pela ausência de planejar o especifico momento e vencido pela compreensão de que é uma atividade ultrapassada e por isso não é aplicável hoje. É assim que o inimigo quer que creiamos!

Pensando na edificação da família e do pastoreio do coração dos filhos, o culto doméstico está elencado nas diretrizes que proporcionam o ensino da Palavra de Deus. Além disso, substancia momentos inesquecíveis de reunião da família, de adoração a Deus e descobertas bíblicas. Será um momento de compartilhamento.

Instruir e manter a prática do culto doméstico requer planejamento e diligência. Por isso, o Espírito Santo quer ajudá-lo a determinar aquilo que será edificante para todos da família. Podemos parafrasear Dt 4.8 que diz: “E que grande “família” há que tenha estatutos e preceitos tão justos como toda esta lei que hoje ponho perante vós?”.

Temos a Palavra que é uma riqueza de conhecimento espiritual, que precisa ser descortinada. Associado à EBD, aos cultos oficiais da igreja, aos PGMs, vem o culto doméstico como um tempo de ensino, de louvor, de oração, de ações de graças, de comunhão e de encorajamento. Esse encontro ensina os membros da família a darem de si mesmos ao Senhor e uns aos outros, à semelhança do que acorreu nos lares cristãos de Atos.

Encorajamos as famílias a redescobrirem a alegria do culto doméstico para adorarem ao Senhor com louvores e compartilhando das Suas obras e da Sua bondade dito o salmista: “Oh, vinde, adoremos e prostremo-nos; ajoelhemo-nos diante do Senhor, que nos criou. Porque ele é o nosso Deus”.

É notório que os cultos são proveitosos para a edificação da igreja. Como também o é, o culto doméstico, como benefício para a família em está pessoalmente envolvida na extensão dos cultos locais, em formatos familiares, para o crescimento cristão de cada membro da família. O culto doméstico pode ajudá-lo no pastoreio do coração do seu filho.

Que seja assim. Que o Senhor abençoe!

De seu pastor e amigo
Washington Luiz da Silva

Share