É muito comum que as pessoas se calem diante de um problema, mas este silêncio pode desencadear outros problemas. O silêncio se dá em duas direções: você se cala para as pessoas e se cala para Deus, não abrindo o seu coração para Ele.

Davi foi um personagem que se calou para Deus e sofreu muito por isso. Ao descrever a sua experiência de profunda dor, de dias e de noites mal vividos, como resultado do pecado que guardava no coração; ficou bem nítida a agonia e as consequências que o pecado não confesso produz.

A primeira reação após você se calar, ocultando um pecado,: é não reconhecê-lo diante de Deus. As consequências para Davi foram perdas da saúde, da paz de espirito, da felicidade e do favor de Deus. Em pecado, ele experimentou a culpa e o tormento interior, porque escolheu se calar e não confessar. É um bálsamo reconhecer e confessar o que está no coração.

A confissão abre a porta para o perdão, para a remoção da culpa e para receber o companheirismo divino. Mas é o oposto para quem vive no pecado,enfrentando a separação de Deus e sofrendo as consequências que esta condição de insujeição traz.

Numa horrenda condição espiritual foi a que Davi se achegou para Deus e pediu perdão. Foi o correto: buscar a Deus, confessar o pecado, não encobrir a maldade, pedir perdão e se libertar da escravidão do pecado. Davi sentiu que a sua transgressão o humilhou debaixo da potente mão de Deus. Sentiu que nada era tão miserável quanto ser privado do favor divino.

A apatia da nossa carne, além de assustadora, é audaciosa: “Enquanto me calei”. Se Deus não nos atrai por meios forçosos, nós não temos a inclinação de buscar a reconciliação espontaneamente. Não é a vontade da carne buscar a Deus.

Por que ficar em silêncio? Esse gesto, não diminuiu o mal sobre Davi. Ele era corroído e devorado interiormente, porque guardava o pecado velado e recluso no seu íntimo, sem confessá-lo. Até que não suportou mais e rompeu o silêncio. Não era o silêncio da esperança e nem isso lhe trazia misericórdia e alívio.

Por que se calar e sofrer? Você pode confessar e viver!

De seu pastor e amigo,
Washington Luiz da Silva.

Share