Estamos finalizando 2018 assegurados de que Jesus seguirá conosco, em 2019, e nos compelirá a ações mais decisivas. Ele nos encoraja a atravessar (v. 22): o comodismo de uma vida cristã sem a aventura da profundidade de Deus; sem o selo e sem os frutos do Espírito Santo; sem o compromisso com o projeto de Deus para este mundo; sem confiança em Deus na hora da dificuldade; sem a esperança e a certeza que Seu poder se manifesta hoje.

Jesus nos capacita a atravessar as dificuldades como oportunidades para o crescimento. Não reclame! Ele nos ensina a reconhecer a inevitabilidade do “vento contrário” (v. 24). Agradeça o açoite das ondas e peça-lhe força e coragem para atravessá-las. O vento contrário nos desenvolve emocional e espiritualmente.

Jesus nos ensina a atravessar o sucesso. Terá movimento, agitação, burburinho quando você buscar a direção ao recolhimento, para estar só diante de Deus. Jesus nos pede para atravessar o isolamento. Orando em tempo exclusivo, Jesus experimentou o refrigério do encontro com o Pai, mas naqueles momentos, experimentou a força para continuar seu ministério e o desafio para voltar ao encontro dos homens (v. 25).

Jesus fará conosco a travessia de 2019. Jesus foi ter com os discípulos e eles acharam que Jesus demorou muito (v. 25). No entanto, nunca é tarde demais. Jesus vem na hora certa, para animar: “tende bom ânimo” (v. 27). Não importa se nós estamos longe de Deus. Ele vem ao nosso encontro (v. 24). Se o nosso problema for difícil, Ele vem. Não há limitações para Ele nesse trajeto, Ele sempre faz o caminho mais curto para chegar mais rápido, se preciso for caminha sobre o mar (v. 25).

Ainda que seja fraca a nossa fé, Jesus não desiste de nós, vindo ao nosso encontro, Ele espera que O adoremos. Nós o adoramos quando reconhecemos que Ele vem até nós, vencendo as barreiras da nossa dificuldade, vencendo a distância que impomos com a nossa má vontade. Ele vem! Vem como Aquele que nos conhece: “pessoas de pequena fé” (v. 31), vem para nos encorajar a reconhecê-lo, a cada dia de 2019, como Deus presente.

De seu pastor e amigo,
Washington Luiz da Silva.

Share