“(…) sem mim nada podeis fazer” (João 15.5).

Todos nós desejamos conhecer tudo a respeito de Deus. Mais que isso, é fazer a Sua vontade, cumprindo-a à risca. No entanto, dependemos de um ajuste necessário: ter uma total dependência de Deus. Esse é o ponto chave para que Deus realize através de nós o que Lhe é prazer. Deus espera por essa decisão pessoal de depender absolutamente dEle. Isso representa o retorno integral da nossa vida para os cuidados do Senhor.

Jesus, quando se fez conhecer como a videira, o fez para que entendêssemos o nível aprofundado do relacionamento que deveríamos ter, sendo nós pessoas finitas e Ele, o Deus infinito. Jesus compara esse relacionamento com o que existe entre a videira e os ramos. Os ramos dependem totalmente da videira e dela se alimentam. Sendo assim, a árvore fica linda, frutífera e frondosa.

Nós somos os ramos e Jesus é a videira. Estamos ligados a Ele, somos servos do Seu reino, membros da Sua igreja e servimos uns aos outros no corpo. É um encadeamento que não pode haver ruptura. Por isso, todos necessitam permanecer em íntimo relacionamento com Deus, a fim de que possa dar sentido a uma vida cristã frutífera. Cumprir essa permanência já é uma grande conquista.

Dependemos exclusivamente de Deus para tudo. É um ajuste a ser feito, algo que exige a nossa progressão da posição que temos na igreja, do trabalho que realizamos, do nosso empenho pelos cultos, das coisas que amamos fazer, para que nos tornemos totalmente dependentes de Deus, do Seu mover e de Seus recursos.

Esse ajuste é muito importante! Não é fácil fazê-lo. Aprender a depender de Deus é ajustar-se a Ele. Então, ajuste na sua vida os pontos de vista para que sejam como os de Deus. Ajuste o seu modo de agir. Deus vai orientá-lo a ser um filho obediente. Não tem como você ficar onde está e querer ir com Deus ao mesmo tempo. Obedecê-Lo tem um preço e requer total dependência e renúncia a fim de que Ele possa trabalhar através da sua vida.

De seu pastor e amigo
Washington Luiz da Silva

Share