Estamos diante da exposição de um grande fato da criação, do qual não podemos discutir, porque foge do nosso alcance. É algo que nos envolve desde a nossa tenra idade, com esmerado amor, devoção de carinho, suporte nas horas das necessidades, dedicação para a formação moral, educacional e espiritual. É uma força que promove sonhos e os perseguem para vê-los realizados na vida de seus rebentos. Certamente, foi por isso que Abraham Lincoln disse: “Tudo aquilo que sou, ou pretendo ser, devo a um anjo, minha mãe”.

Deus as criou. São obras das mãos divinas, dotadas de forças para lutar e para defender; para alimentar e para corrigir; para ensinar e para construir vidas que façam a diferença. Em todas as gerações, suas histórias são impressionantes, são verdades profundas que levaram Quintana a colocá-las acima dos anjos, afirmando: “Sua mãe é apenas menor do que Deus”. Isso explica o poder da sua investidura.

A graça de Deus nos ofereceu alguém dotada do discernimento, capaz de conhecer os detalhes mais arraigados e ocultos de seus filhos, até mesmo, capaz de ler e ouvir o silêncio. De seus lábios procedem a instrução pela verdade da Palavra de Deus, quando estamos em dúvida da direção a seguir ou quando o piso da casa de nossa vida se dispõe a ruir. Por ela, seus filhos são cercados da proteção e do amparo, não importa a idade.

A mãe se eleva no seu papel, para integrar princípios bíblicos aprendidos na igreja com a escola da vida e na vida doméstica, para habilitar os seus a viverem pela fé de maneira prática. Ela reforça os valores da família ao ponto de ser interpretada, apenas com um olhar. O seu compromisso com a qualidade da família, em um tempo tão incerto como o nosso, é contínuo e imbatível.

A força propulsora para tamanho empreendimento vem de Deus. O impossível aprendeu com o Senhor, que tudo pode. Com Ele construiu a confiança de seus filhos na Palavra e na igreja de uma forma aberta, honesta e realista. Trabalho que demonstra os braços de ternura, de confiança e de prazer na convocação de Deus para ser mãe.

De seu pastor e amigo,
Washington Luiz da Silva

Share